No Choque-rei deu "Imperador Argentino"

15 de abr de 2008

No Choque-rei deu "Imperador Argentino"
São Paulo vence o Palmeiras e inverte a vantagem para o jogo de volta.


O São Paulo superou as expectativas e saiu vitorioso no primeiro jogo da semi-final do Campeonato Paulista de 2008. Mas não foi um combate fácil e os números mostram que a palavra do jogo foi EFICIÊNCIA! Isso sem contar que Adriano fez um gol “a la Maradona” e aproveitou falha do zagueiro para marcar o segundo. Para começar a análise, vamos as escalações das equipes:


O São Paulo entrou em campo com uma equipe bastante defensiva, como era esperado. Os zagueiros eram Alex Silva (4), André Dias (3) e Miranda (5). Zé Luis (23) Richarlyson (20) e Hernanes (15) congestionaram o meio campo marcando forte. Joílson (12) também ficou na defensiva e Jorge Wágner (7) puxava os contra-ataques junto com Dagoberto (11). Assim, o Palmeiras tinha muita dificuldade em trocar passes próximos à área do adversário, como era de costume nos outros jogos. O gol saiu em jogada de falta, com cruzamento de Jorge Wágner e gol de “cabeça” do “Imperador Argentino”.


1o Tempo – Posicionamento Efetivo Sobreposto

2o Tempo – Posicionamento Efetivo Sobreposto

Quer saber o que significa Posicionamento Efetivo Sobreposto? Clique Aqui!

O segundo tempo começou de forma ainda mas atípica: erro de saída de bola palmeirense e mais um de Adriano. Depois disso o Palmeiras veio para cima e as substituições de Luxemburgo fizeram bastante efeito. Apenas os zagueiros ficavam na defesa e a pressão resultou em um elevado volume de jogo mas com pouca objetividade. Os números abaixo mostram que, durante todo o jogo, o Palmeiras acertou 291 passes e finalizou 15 vezes (incluindo cabeceios), enquanto o São Paulo só precisou de 98 passes para finalizar 14 vezes e marcar um gol a mais. Em outras palavras, a eficência neste jogo tanto da defesa quanto do ataque são-paulinos foram a chave da vitória.

Grande parte da eficiência são-paulina foi mérito do esquema colocado por Muricy Ramalho. Nas figuras abaixo estão agrupadas as ações de Alex Silva, Miranda e André Dias (esq.) e Richarlyson, Zé Luis e Hernanes (dir.). Foi uma equipe muito defensiva e que não deu o domínio do jogo ao São Paulo, mas a proposta de jogo funcionou.


Ações Defensivas de André Dias, Miranda e Alex Silva (jogo todo)

Ações Defensivas de Richarlyson, Zé Luis e Hernanes (jogo todo).


Faltas cometidas pelo Palmeiras


O Palmeiras também cometeu um erro que foi avisado na análise pré-jogo: cometeu muitas faltas no seu campo defensivo. Isso resultou em muitos cruzamentos (incluindo o primeiro gol) e 3 cobranças muito perigosas de Rogério Ceni, que poderiam ter ampliado a vantagem. A figura ao lado mostra o local das faltas cometidas pelo Palmeiras

Quer saber o que significa área de atuação? Clique aqui!



E será que o São Paulo mandou no jogo? Ou só aproveitou melhor as suas oportunidades, com mais objetividade e uma “mãozinha” de Paulo César de Oliveira? O gráfico ao lado mostra os passes certos das duas equipes em função do tempo e, portanto, pode-se perceber que foi o Palmeiras quem teve o domínio da partida. O problema é que passes certos não ganham jogo sem que a bola balance as redes!

Passes Certos em Função do Tempo

E agora? Quem conquista a vaga para final? O Palmeiras joga sem Pierre e o São Paulo sem Richarlyson e Zé Luis, todos suspensos pelo terceiro amarelo. Borges deve retornar ao time porque cumpriu suspensão e Fábio Santos foi perdoado por falta de opção e deve voltar a jogar, talvez até mesmo como titular na equipe tricolor. Júnior parece ser o substituto imediato de Richarlyson, empurrando Jorge Wágner para o meio campo. Já no Palmeiras as coisas são mais simples. Para substituir Pierre, Luxemburgo tem Martinez ou até mesmo Wendel e Makelelê. São opções de muita qualidade, sendo que Léo Lima também pode jogar mais recuado.

A grande questão é: Será que o São Paulo consegue criar a mesma barreira sem seus dois volantes titulares? Jorge Wágner não marca tão bem e o São Paulo deve sofrer com as subidas dos volante palmeirenses. O Palmeiras perdeu a primeira, mas continua sendo superior. Não será um jogo fácil, os tricolores estão confiantes. Mas nosso palpite é que o Palmeiras vencerá o duelo por um gol de diferença e garantirá a vaga por causa de seu melhor desempenho na primeira fase. Bom jogo a todos!


Clique no link para baixar o relatório de scout completo:
São Paulo 2x1 Palmeiras


Dados Fornecidos Pela ScoutOnline

3 comentários:

Lucas disse...

Legal demais a idéia da Vídeo Análise!

Abraços,

Clube do Futebol disse...

A vídeo-análise está só começando! Aos poucos ficará mais completa! Sugestões são bem vindas, entre em contato.

Clube do Futebol

Leandro Siqueira disse...

Voces falaram que o Sao Paulo teve um rendimento principalmene em passes certos bem abaixo, por curiosidade qual a media do Sao Paulo antes desse jogo

Nao é o Muricy que reclama de adversário que joga retrancado