Conceitos Táticos do Futebol: “Amplitude ou Abertura”

25 de ago de 2008

Conceitos Táticos do Futebol: “Amplitude ou Abertura”

Quando se trata do Futebol, podemos dar uma coisa como certa: tática não se resume em sistema tático (4-4-2, 3-5-2, etc.). Existem diversos conceitos de tática individual e coletiva que se aplicam a qualquer sistema, seja com mais o menos dificuldade.
Amplitude” (chamado também de "abertura") é um conceito ofensivo de tática coletiva. Para visualizar a amplitude de uma equipe basta encontrar a distância entre os dois jogadores mais próximos a cada uma das linhas que delimitam as laterais do campo. As figuras abaixo são exemplos hipotéticos de amplitude em um determinado momento da posse de bola da equipe, onde as distâncias estão representadas pela seta vermelha:

figura1

figura2

figura3

Mas para que serve amplitude? É melhor ter maior ou menor amplitude durante um ataque? Essa não é uma resposta difícil, principalmente se pensarmos que o objetivo da movimentação ofensiva é abrir espaço na defesa adversária. Um ataque amplo faz com que os jogadores de defesa fiquem mais longe um dos outros, com mais espaço entre eles. Portanto, quanto maior a amplitude do ataque existe mais espaço na defesa adversária.

E quem devem ser os jogadores responsáveis por dar amplitude à equipe? Em uma visão superficial, poderíamos pensar que os laterais/alas seriam os principais responsáveis por manter este conceito, mas nem sempre isso é verdade. Em um sistema com apenas 2 zagueiros, por exemplo, pode ser que o lateral do lado oposto da bola não vá ao ataque, exigindo que outro jogador (um meia ou um atacante, por exemplo) faça com que a equipe ataque com boa amplitude. No 4-3-3, por exemplo, é muito comum que os atacantes atuem abertos e sejam os principais responsáveis por esta função, mesmo quando a bola está do outro lado do campo. Portanto, o conceito de amplitude depende de cada sistema de jogo, características dos jogadores e estratégia adotada pela equipe, entre vários outros fatores. O que não pode acontecer (apesar de ser muito comum) é atacar uma equipe compacta sem pensar em amplitude, pois isso trará muita dificuldade aos jogadores.

Em breve traremos exercícios de treinamento para este conceito! Fique ligado!

As Posições dos Jogadores: Zagueiros, sobra da zaga, lateral-zagueiro

22 de ago de 2008

As Posições dos Jogadores: Zagueiros, sobra da zaga, lateral-zagueiro ou zagueiro-lateral?

De todas as posições dos jogadores de futebol, os zagueiros talvez sejam aqueles que menos trazem dúvidas ao espectador. São facilmente identificados: são aqueles que jogam mais próximos ao goleiro da própria equipe e qualquer erro é imperdoável! Por isso, neste artigo falaremos das especialidades desta posição.

Dentre os sistemas de jogo mais comuns, existem aqueles que utilizam 3 zagueiros (3-5-2, 3-6-1, 3-4-3, etc.), 4 zagueiros (4-4-2, 4-5-1, 4-3-3, etc.) e até mesmo 5 zagueiros (5-4-1, 5-3-2, etc.). Porém, o sistema de jogo não define a função do zagueiro, apenas sua posição. É possível, por exemplo, formar uma equipe no 3-5-2 com 3 zagueiros de função idêntica ou com dois zagueiros e um jogador responsável pela sobra da zaga. Vejamos as figuras abaixo para entender melhor este caso específico:

3 zagueiros (sem sobra)

3 zagueiros (com sobra)

Os três zagueiros têm a mesma função, sendo divididos apenas nas regiões do campo (central, esquerda e direita). Marcam os jogadores adversários seja na frente da área ou nas laterais. Cada jogador quase sempre está marcando um adversário.

Os dois zagueiros mas avançados são responsáveis pela marcação dos atacantes e o terceiro faz a função de sobra. O ideal é que o terceiro atleta nunca esteja marcando nenhum adversário para que esteja apto a fazer uma cobertura em caso de seu companheiro ter sido superado.

No título deste artigo falamos ainda de laterais-zagueiros e zagueiros-laterais. A idéia desta definição é bastante simples: o zagueiro-lateral é aquele jogador que faz parte da última linha defensiva e tem como função principal marcar a lateral do campo; o lateral-zagueiro é aquele jogador que compõe a última linha defensiva mas tem a obrigação tanto de atacar quanto defender pela lateral do campo. Para isso, normalmente os laterais-zagueiros de uma equipe não vão ao mesmo tempo ao ataque. Já os zagueiros-laterais só vão ao ataque em situações isoladas, fazendo com que a equipe quase sempre tenha 4 jogadores em seu campo de defesa.

Zagueiros-laterais são raramente encontrados no futebol brasileiro. Normalmente os laterais apóiam o ataque e os volantes fazem a cobertura em seu setor. Abaixo podemos ver a área de atuação de ambas as funções.

Zagueiros-laterais

Vederson e Turaci, do Fenerbahçe
(vs. Chelsea – 02/04/2008)


Laterais-zagueiros

Leandro e Fabinho Capixaba, do Palmeiras
(vs. Coritiba – 17/08/2008)

Note que a atuação dos jogadores Vederson e Turaci aconteceram em grande maioria no campo defensivo. Mesmo nas raras vezes que vão ao ataque normalmente jogam próximos ao meio campo.


O Palmeiras normalmente joga no 4-4-2 e Leandro e Fabinho Capixaba jogam nas laterais. A área de atuação destes jogadores mostra que chegam muitas vezes à linha de fundo mas não abandonam suas funções defensivas.

Viram? A vida de zagueiro não é fácil! E o futebol brasileiro ainda tem muito o que aprender sobre as possíveis variações dentro de um mesmo sistema tático... mas isso fica para outra discussão!

Dados Fornecidos pela ScotuOnline

Sistemas Táticos: 4-3-3 Conceitos Básicos

21 de ago de 2008

Sistemas Táticos: 4-3-3 Conceitos Básicos

Você sabe o que é um sistema tático? Sabe quais são os conceitos básicos do 4-3-3? Se deseja saber alguns detalhes sobre esse sistema, aí vão algumas considerações!


O 4-3-3 é um sistema tático que já foi muito utilizado no futebol brasileiro. A grande maioria dos times jogava com um atacante centralizado (a referência na área) e dois “pontas”, que jogavam no ataque e bem abertos. O 4-3-3 consiste em 4 jogadores na defesa, 3 no meio campo e 3 no ataque. A figura ao lado representa uma das possíveis formações deste sistema, com dois volantes (jogadores 5 e 8) e um meia (camisa 10). A numeração de 1 a 11 não é obrigatória.

Atualmente é incomum ver no Brasil equipes que iniciam o jogo neste sistema. Isso acontece principalmente porque a marcação no meio campo fica comprometida caso a equipe marque individualmente, já que haverá inferioridade numérica no setor contra a maioria dos sistemas. E no Brasil a enorme maioria dos times utiliza marcação individual, diferentemente da Europa onde muitas grandes equipes marcam por zona e podem usar uma maior variedade de sistemas táticos.

Então, para que é utilizado o 4-3-3 no Brasil? Na maioria das vezes é utilizado no segundo tempo das partidas, por equipes que estão perdendo ou empatando – ou “atrás do prejuízo” como diriam os boleiros!

Exemplos Reais:

Abaixo temos duas figuras de posicionamento efetivo de equipes que utilizaram o 4-3-3: o Internacional contra o Fluminense no segundo tempo e o Manchester United contra o barcelona na semi-final da Champions League 07-08. Logo de cara percebemos uma maior organização no sistema da equipe inglesa, onde podemos encontra facilmente quem são os zagueiros, laterais, meio campistas e atacantes. No caso do internacional nota-se claramente a presença de 3 atacantes, mas o meio campo passou a ser um setor pouco utilizado para criar jogadas.

Internacional
(Vs. Fluminense, 2°T 02/08/2008)

Manchester United
(Vs. Barcelona 29/04/2008)

Uma característica importante do 4-3-3 é que os laterais passam a ter funções defensivas ainda mais importantes do que por exemplo no 4-4-2, onde existem mais jogadores no meio campo.É comum os atacantes se apresentarem próximos à linha de fundo para possibilitar que a equipe consiga jogar pelos flancos, principalmente, manter a amplitude no ataque.

Essas foram algumas considerações básicas sobre o 4-3-3. Em outra oportunidade falaremos sobre as variações, vantagens e desvantagens, diferenças entre países e considerações avançadas sobre o sistema. Fique ligado!

Dados Fornecidos pela ScoutOnline


Conceitos Táticos de Futebol: Ultrapassagem

13 de ago de 2008

Conceitos Táticos de Futebol: Ultrapassagem

Quando falamos em tática normalmente pensamos no coletivo, em sistemas de jogo, estratégias de defesa, etc. Porém, algumas vezes esquecemos de conceitos simples que envolvem apenas o jogador por si só. Para dar início a série de artigos sobre conceitos táticos de futebol começaremos falando das ultrapassagens.


A ultrapassagem trata de um conceito muito simples, porém muitas vezes esquecido ou pouco realizado no futebol brasileiro. Na figura ao lado foram representadas três possibilidades distintas de ultrapassagem. A linha tracejada representa o movimento da bola e a contínua o movimento do jogador. Portanto, a ultrapassagem nada mais é do que a ação de movimentar-se sem bola em direção à linha de fundo, indo além da posição de seu companheiro de equipe.

Ao lado foram representadas ultrapassagens realizadas após o jogador realizar um passe, mas isso não é regra. Como o jogador que está com a bola nos pés normalmente está marcado, é muito comum realizar ultrapassagens após passar a bola para um companheiro pois normalmente não há espaço para receber a bola de volta no mesmo lugar. Se o jogador marcado se movimenta em direção ao ataque, leva seu adversário junto e abre espaço para que outro jogador da equipe com posse de bola apareça livre em sua posição

Mas porque ultrapassar é tão importante? Em primeiro lugar, o objetivo principal de uma equipe com a posse de bola é progredir em direção ao gol adversário. E não tenha dúvida que é mais fácil aproximar-se da área quando o jogador não tem a bola nos pés. Além disso, a movimentação do jogador à frente causa alterações no comportamento das duas equipes: o adversário será obrigado a recuar nem que seja apenas para marcar o jogador que se movimenta. Várias ultrapassagens em seqüência podem levar o adversário a recuar consideravelmente.

Daqui para frente, repare: A grande maioria dos jogadores do futebol brasileiro não realizam ultrapassagens constantemente, incluindo jogadores da seleção brasileira. Normalmente deixam para movimentar-se em velocidade à frente apenas no momento de decidir a jogada. Equipes européias costumam utilizar este conceito em sua estratégia de jogo não só para finalizar a jogada, mas para manter a posse de bola e progredir no campo adversário.

Fique ligado: Em breve disponibilizaremos exercícios de treino para desenvolver o conceito de ultrapassagem em jogadores de futebol!

Os Números da 19ª Rodada!

Os Números da 19ª Rodada!

Assisitiu o jogo do seu time nessa rodada? Gostou do jogo? A equipe jogou bem? Acertou passes e lançamentos longos? Fez muitas faltas? Veja os números da rodada e tire suas conclusões!







Dados Fornecidos Pela ScoutOnline

Os Números da 17ª Rodada!

6 de ago de 2008

Os Números da 17ª Rodada!

Assisitiu o jogo do seu time nessa rodada? Gostou do jogo? A equipe jogou bem? Acertou passes e lançamentos longos? Fez muitas faltas? Veja os números da rodada e tire suas conclusões!







Dados Fornecidos Pela ScoutOnline