Como Ganhar do São Paulo?

27 de fev de 2008

Apesar de não estar com um supertime e nem ser o que mais somou pontos até agora no campeonato Paulista, o tricolor sempre causa preocupações para seus adversários. É, sem dúvida, uma difícil equipe a ser batida.

Em primeiro lugar, veremos quais esquemas táticos o São Paulo mais utiliza e como movimentam-se seus jogadores:


1-Rogério Ceni, 3-André Dias, 5-Miranda, 7-Jorge Wagner, 8-Fábio Santos, 10-Adriano, 12-Joíson, 15-Hernanes, 17-Hugo, 18-Borges, 20-Richarlysson, 23-Zé Luís. 19-Carlos Alberto, 6-Júnior, 2-Juninho e 13-Reasco são outras opções muito usadas por Muricy.

A mudança do 4-4-2 para o 3-5-2 acontece normalmente durante o jogo. Richarlysson (20) é o grande coringa de Muricy - joga de volante, ala, zagueiro ou meia esquerda, trocando muito de posição com Jorge Wagner (7).
Seja no 4-4-2 ou no 3-5-2, os laterais/alas jogam apoiando muito o ataque, e isso não é nenhum segredo. Para evitar contra-ataques, Fábio Santos (8) normalmente fica logo à frente de Miranda (5) e dá o primeiro combate.

Pela esquerda, Richarlysson (20) e Jorge Wagner (7) são os mais ativados e principais criadores de jogadas, principalmente no 4-4-2. Adriano fica dentro da área esperando o cruzamento e tem mostrado ser eficiente nos cabeceios. Também é verdade que os árbitros têm apitado algumas faltas dele nestes lances, mas isso fica para outra discussão.

O lado direito do ataque tricolor é mais ativado no 3-5-2. E essa é uma das armas do São Paulo. Observe a figura abaixo:

"Arma" Ofensiva 1

Estando no 3-5-2 e com a bola no pé o São Paulo posiciona-se com Miranda (5) distribuindo a bola e os dois outros zagueiros (no caso Richarlysson e André Dias) próximos às laterais e à linha do meio campo. Isso faz com que os alas (7 e 12) fiquem ainda mais afundados e a marcação ainda mais recuada. Jorge Wagner (7) ou Joílson (12) conseguem receber a bola próximos à linha de fundo e sempre conseguem bons cruzamentos (ou pelo menos uma falta nessa região).

O que parece faltar para melhorar essa "arma" do tricolor é a entrada de um terceiro jogador dentro da área. Muitas vezes os dois atacantes ficam marcados por três zagueiros da equipe adversária, tendo dificuldades para fazer o gol. Vai a dica aos futuros adversários do São Paulo: parece ser essencial marcar os atacantes do São Paulo com 3 jogadores para que sempre haja uma sobra. O Santos fez isso bem, apesar de não ter conseguido evitar a derrota.


Na situação apresentada acima os dois alas atacam ao mesmo tempo e o São Paulo ataca com, no mínimo, 8 jogadores. Quando estão no 4-4-2 André Dias (3) é um pouco mais cauteloso e Joílson (12) depende de suas jogadas individuais ou tabelas com Hernanes (15), que não aparece muito por este setor.

O São paulo não tem no elenco grandes jogadores de criatividade e com excelência nos passes. Portanto, acaba não conseguindo entrar nas defesas adversárias com toque de bola rápido pelo meio. Mas, atenção: Carlos Alberto (19) tem entrado nos jogos e mudado bastante a forma de jogar do tricolor. Quando recebe a bola, o camisa 19 conduz com velocidade e usa os atacantes para conseguir finalizar de perto. Resolveu o jogo contra o Santos, por exemplo.

Além disso, não é nenhum segredo que as bolas paradas são especialidade de Jorge Wagner (7). Vejamos exatamente como os jogadores se movimentam par tentar fazer o gol:

"Arma" Ofensiva 2 - Bolas Paradas
Faltas



Escanteios
Jorge Wagner (7) cobra todos os lances de bola parada próximos à área, inclusive os escanteios dos dois lados. A bola forte e com altura média em direção à área costuma procurar Miranda (5) ou Adriano (10) que são bons no jogo aéreo. Qualquer desvio nessa posição é mortal para o goleiro.

Os escanteios têm uma particularidade: Quando Jorge Wagner bate pela direita, a cobrança vem sempre fechada. Na esquerda, mais aberta por causa da curva da bola. De qualquer maneira, são duas as principais preocupações: 1) Adriano (10), que fica mais parado, dentro da pequena área e 2) A movimentação de Miranda (5), André Dias (3) e Richarlysson (20). Eles se posicionam próximos à marca do pênalti e movimentam-se como mostra a figura ao lado. Uma defesa por marcação individual pode ter grandes problemas. Recomenda-se marcação por zona nesta situação.



De qualquer forma, uma equipe que deseja vencer o São Paulo deve, sem dúvida, evitar faltas próximas à área e ter seus melhores zagueiros em bolas aéreas em campo.

As Falhas e Vulnerabilidades do Sistema Defensivo Tricolor

Ah... Que saudades do Lugano... Qual são-paulino não sente? Mas porque esse jogador parece insubstituível? O que ele fazia de tão diferente?
Quando Lugano ainda estava no Morumbi, o São Paulo quase nunca abdicava dos 3 zagueiros. E o uruguaio sempre fazia a SOBRA DA ZAGA. Será que basta ter 3 zagueiros para dizer que o time está jogando com SOBRA?
Muricy já experimentou de tudo na "sobra": Juninho, André Dias, Miranda e até Alex. Contra o Santos, foi o Juninho. Já quando Richarlysson está na zaga, Miranda normalmente é quem ocupa a posição central da zaga. Parece que ele é que faz melhor a função. Será que o Muricy também acha?
Quando se joga com sobra, a idéia principal é que este jogador não tenha necessariamente que marcar alguém no lance. Caso alguém falhe, aí sim ele aparece. Porém, o São Paulo parece aplicar uma marcação individual próximo à sua área, no estilo "marcar quem aparece". Isso significa que a função do terceiro zagueiro é marcar outro jogador que chegar por ali. Pode ser um ala, um meia atacante ou qualquer outro. Não existe a preocupação com a sobra. Aí eu me pergunto: Se o zagueiro vai marcar alguém que vem de trás, por que não usar um volante no seu lugar e fazer a marcação mais avançada?

Essa é uma das falhas do São Paulo na defesa. E isso o torna suceptível a lançamentos, tabelas e até mesmo cruzamentos. Logo abaixo você encontra um vídeo com os gols de São Paulo e Santos (fonte: www.youtube.com). Repare nos gols do Santos: no primeiro, Miranda sai para dar combate em Carleto e Juninho só assiste o lançamento passar por cima. No segundo, André Dias vai na lateral direita dar combate e Miranda e Juninho ficam contra 3 atacantes santistas. Mesmo que Fábio Santos não tivesse deixado seu marcador, não haveria sobra dentro da área.

Gols do Jogo: São Paulo 3x2 Santos

Além disso, é necessário aproveitar os contra-ataques para vencer o São Paulo, principalmente usando as laterais. Como já dissemos, tanto os zagueiros quanto os alas tricolores jogam bastante avançados. Fábio Santos (8) é quem cuida para a bola não chegar nos zagueiros. Porém, joga mais centralizado. Com jogadores nas costas dos alas, Fábio Santos será sobrecarregado e os zagueiros obrigados a cometer muitas faltas, o que tem causado muitas expulsões na equipe.

O São Paulo não tem mais o mesmo elenco, isso é um fato. Mas as contratações, apesar de não muito numerosas, foram boas. Ao que parece, Muricy vem treinando mais o ataque e deixou de se preocupar com a defesa. Ao técnico: mude o foco! Ou seu trabalho vai começar a ser colocado em discussão. E coitado do São Paulo na Libertadores... Vai ser difícil superar equipes com os flancos fechados e que abusam do contra-ataque.

Para baixar o relatório de scout completo utilizado para essa análise, clique no Link abaixo:

São Paulo 2x2 Noroeste
Dados Fornecidos pela ScoutOnline


Campeonato Paulista - Resultados e Próximos Jogos - Rodada 11 e 12

Rodada 11 - Resultados
Data

Resultado

Local
23/02/2008 16:00 (sáb) Bragantino 2 X 1 Rio Claro Marcelo Stefani
23/02/2008 18:10 (sáb) São Caetano 1 X 6 Barueri Ulrico Mursa
23/02/2008 20:30 (sáb) Palmeiras 1 X 1 Rio Preto Palestra Itália
24/02/2008 11:00 (dom) Juventus 0 X 1 Guaratinguetá Rua Javari
24/02/2008 16:00 (dom) São Paulo 2 X 2 Noroeste Morumbi
24/02/2008 16:00 (dom) Ponte Preta 0 X 1 Corinthians Moisés Lucarelli
24/02/2008 18:10 (dom) Marília 0 X 1 Mirassol Bento de Abreu
24/02/2008 18:10 (dom) Portuguesa 1 X 0 Guarani Martins Pereira
24/02/2008 18:10 (dom) Santos 4 X 1 Ituano Vila Belmiro
26/02/2008 19:30 (ter) Paulista 3 X 2 Sertãozinho Jaime Cintra

Rodada 12 - Próximos Jogos
Data

Resultado

Local
28/02/2008 19:30 (qui) Rio Preto X Rio Claro Anísio Haddad
28/02/2008 19:30 (qui) Guaratinguetá X Marília Prof. Dario Rodrigues Leite
29/02/2008 19:30 (sex) Noroeste X Paulista Dr. Alfredo de Castilho
01/03/2008 16:00 (sáb) Barueri X Bragantino Arena Barueri
01/03/2008 18:10 (sáb) Sertãozinho X Santos Frederico Dalmazo
01/03/2008 18:10 (sáb) Ituano X Juventus Dr. Novelli Junior
01/03/2008 20:30 (sáb) Guarani X São Caetano Brinco de Ouro
02/03/2008 16:00 (dom) Corinthians X Palmeiras Morumbi
02/03/2008 18:10 (dom) Ponte Preta X Portuguesa Moisés Lucarelli
02/03/2008 18:10 (dom) Mirassol X São Paulo José Maria de Campos Maia

Ponte Preta x Corinthians - Dados do Jogo

26 de fev de 2008



Posicionamentos:

Ponte Preta

Corinthians




Ponte Preta:


Corinthians:


Dados Fornecidos pela ScoutOnline

Flamengo na Libertadores: Será que agora vai?

Ganhar o primeiro turno do Campeonato Carioca não foi fácil, ainda mais se lembrarmos da virada contra o Botafogo no último jogo. Mas será que podemos dizer que o Flamengo está pronto para mais um jogo da Libertadores?

Por enquanto, o Flamengo encontra-se na terceira colocação do grupo 4 com 1 ponto, conquistado fora de casa num empate sem gols contra a equipe peruana Coronel Bolognesi. O próximo desafio é contra o primeiro colocado Cienciano (também do Peru), nesta quarta feira no Maracanã.

Para saber quais as possibilidades para este jogo, foram levadas em conta as informações dos dois últimos jogos do Cienciano, um dentro e outro fora de casa. Para baixar os relatórios de scout completos, basta clicar no link do jogo desejado (formato pdf).

Montevideo Wanderers 0x0 Cienciano
(07/02/2008 - Pré-Libertadores)

Cienciano 2x1 Nacional
(14/02/2008 - fase de grupos Libertadores)

A equipe peruana jogou de forma semelhante nos dois jogos. Vamos conhecê-la:


- Com dois zagueiros altos e bons em bolas aéreas, um lateral esquerdo bastante recuado e dois volantes, a principal característica do Cienciano é a marcação no campo defensivo.

- Chiroque (22) é o principal responsável por puxar os contraataques.

- Carlos Solís (4) foi sobrecarregado defensivamente por precisar cobrir as subidas de Garcia (10) e Guizasola (19)


Além disso, Bazalar (8) auxilia na armação das jogadas de ataque trocando passes com o lateral Guizasola (19) e muitas vezes fazendo lançamentos para Chiroque (22), que é muito rápido e habilidoso no drible.

Vale a pena destacar os jogadores responsáveis pela criação das jogadas ofensivas pela direita (figura 2): Garcia (10) e Guizasola (19). Os dois trocam passes com velocidade e chegam a linha de fundo, o que proporciona cruzamentos perigosos.

(figura 2)

A equipe ataca somente pelos flancos e Chiroque (22) se posiciona praticamente como um ponta esquerda. Ele é o responsável por puxar os contra-ataques e tem sua retaguarda garantida por Romaña (5).


E como Flamengo deve agir para usufruir destas informações e sair como vencedor do jogo?

O Flamengo encontrará uma equipe que não deve sair muito para o jogo. É necessário tomar cuidado com os contra-ataques pela esquerda com Chiroque (22). Por outro lado, é necessário aproveitar os espaços deixados no setor defensivo pelo lado direito da defesa do Cienciano. Souza é um bom canditado para ocupar este espaço, acompanhado pelos meias e por Juan, lateral esquerdo do flamengo. Já que os zagueiros são bons no jogo aéreo vale a pena evitar bolas lançadas de longe para a área.

Também é importante ressaltar a importância em evitar faltas próximas à área do Flamengo, uma vez que essas bolas podem ser um presente para o atacante Vassalo (11) e para os zagueiros do Cienciano marcaram de cabeça.

Baseado nas informações, vai um palpite para o jogo: Flamengo 1x0. O gol deve sair no segundo tempo, em jogada envolvendo Souza e Juan, pelo setor esquerdo do ataque flamenguista.

Dados Fornecidos pela ScoutOnline


Análise Pós-Jogo: Flamengo, campeão da Taça Guanabara 2008

25 de fev de 2008

Que diferença faz a informação!!!

O Futebol é, sem duvida alguma, um espetáculo imprevisível. Não há partida que saibamos, com certeza, o resultado antecipadamente. Favoritismo não ganha jogo. Boas escalações não garantem a vitória. Craques comandados por técnicos experientes não são certeza de sucesso em campo. Assim sendo, como se explica termos acertado nossas previsões para o clássico carioca? Será que foi sorte? Acreditamos que não.

Para a análise pré-jogo publicada no dia 23/02/08 neste Blog, estávamos munidos de informações precisas enviadas pela ScoutOnline acerca dos times. Através de uma leitura coerente destes dados, gerados por ferramentas tecnológicas avançadas, identificamos o padrão de jogo de ambas as equipes, evidenciando pontos fortes e fracos presentes nas suas estruturas táticas. E foi através desta leitura que chegamos a nossa supracitada previsão. Então vejamos alguns pontos convergentes de nossa pré-análise com o jogo propriamente dito.

Logo no início do jogo, no primeiro ataque do Flamengo, tivemos uma jogada pela direita entre os jogadores Ibson(7) e Léo Moura (2) que culminou em perigoso cruzamento, interceptado pela defesa adversária, mas que tinha endereço certo, Souza (9). Quase o Flamengo abre o placar. Falamos desta possibilidade na nossa análise.



Durante o primeiro tempo tal jogada pouco se repetiu. Em compensação, o também citado Juan(6) pela esquerda (fig.1), com a ajuda de Ronaldo Angelin (4), Toró (21) e Souza (9)(fig.2), se tornou a mais forte opção de ataque do Flamengo. Também na figura 2, vemos que Ibson (7) e L.Moura(2) atuaram recuados, ocupando o campo e dificultando as trocas de passes do forte setor esquerdo do Botafogo com Zé Carlos (11), Diguinho(8) e o lateral esquerdo Eduardo(6), o que explica a baixa produção ofensiva do setor direito flamenguista.

Como dissemos, o Botafogo pressionou o Flamengo na etapa inicial. Pelo posicionamento dos jogadores (fig.2) notamos um Flamengo na defesiva. Sob forte marcação a esquerda ofensiva do Botafogo se enfraqueceu. Mesmo com liberdade, Zé Carlos(11) não conseguiu aproveitar as chances que teve e criou pouco no primeiro tempo. Com isso, e a forte marcação exercida sobre Lúcio Flávio(10), o Botafogo passou a depender dos cruzamentos (fig.3) e o Flamengo com sua alta defesa, interceptou muitos deles (fig4). Detalhe também mencionado em nossa pré-análise.





Os passes para Welington Paulista (9) na frente da área também foram freqüentes. No lance do gol, o jogador escapou de duas faltas antes de limpar e finalizar. Se não fosse a determinação de W.Paulista(9), o Botafogo poderia ter aberto o placar com o citado gol de falta. Segundo os dados da ScoutOnline, para o lado do Botafogo, foram 7 as oportunidades de marcar um gol de falta ao longo do jogo. Destas, 3 foram faltas cometidas no W.Paulista(9). Nas cobranças, as jogadas ensaiadas que mostramos também ocorreram.




Aos 17 minutos do segundo tempo o Flamengo consegue um escanteio. Na cobrança, pênalti claramente cometido no zagueiro Fábio Luciano (3) do Flamengo, que quase fica sem a camisa.

Após a boa cobrança de Ibson(7) no canto direito do goleiro, Souza(9) vai buscar a bola no fundo da rede e é impedido pelo guarda-metas botafoguense Castillo(1). No empurra-empurra, Zé Carlos (11) da uma trombada em Souza(9). Após a agitação o juiz da partida, o carioca Marcelo de Lima Henrique, expulsa Souza pelo Flamengo e Zé Carlos pelo Botafogo. Menos de 10 minutos depois, Lúcio Flávio (10) após falta violenta no meio campo também é expulso.

Com um homem a mais o Flamengo pressiona o adversário em busca do gol da virada. Este vem nos acréscimos, após ótimo lançamento da meia esquerda para a ponta direita, onde Kleberson(15) mata a bola e passa para L.Moura(2) na entrada da área. Este, após bela finta, da um passe na medida para Diego Tardelli(11), que mata a bola e, consciente, bate no canto oposto marcando um golaço.

No final da partida o Botafogo ainda assusta em falta cobrada no segundo pau, alertado em nossa análise pré-jogo, mas a finalização vai na trave. Em seguida o juiz apita final de partida.Os números gerais da partida se encontram nas figuras7 e 8.

Como vemos, com informaçõs precisas e análises adequadas, o scout se presta como uma maravilhosa ferramenta na leitura de jogos. Se mostra uma ferramenta tão eficiente, que mesmo quem não é técnico de futebol profissional consegue tirar suas opiniões. Imaginem o que o técnico poderia fazer com isso na beira do campo??? Este é o poder da informação bem utilizada.



Relatório de scout completo para Download:
Flamengo 2x1 Botafogo


Dados e informações fornecidos pela ScoutOnline.

Todas as informações e imagens aqui expostas só podem ser reproduzidas com autorização prévia.


Flamengo 2 x 1 Botafogo - Dados do Jogo

A equipe do Flamengo conseguiu a virada e foi campeã do primeiro turno do campeonato carioca por 2x1, na tarde de ontem (24/02), no Maracanã. A seguir vão alguns dados da partidas, obtidos através de relatório gerado pela scoutonline.




Flamengo:


Botafogo:

Análise pré-jogo do clássico Botafogo x Flamengo. Final da Taça Guanabara 2008.

23 de fev de 2008

Inaugurando nossas análises com chave de ouro, temos um grande clássico carioca pela disputa da Taça Guanabara 2008, BOTAFOGO x FLAMENGO.

Apesar da negativa de alguns atletas, a partida tem clima de revanche para uma das torcidas. Na final do estadual do ano passado, o Flamengo, após dois empates com o Botafogo, levou a melhor nos pênaltis e faturou o caneco. Para os botafoguenses esta é a grande chance de dar o troco em campo, afinal, novamente os times se encontram na disputa pelo troféu.

Será um clássico equilibrado. A trajetória dos dois times na competição foi vitoriosa. Ambos terminaram a primeira fase em primeiro do grupo e com um saldo de 12 gols positivos, só sofrendo uma derrota cada. Os dois treinadores são respeitados em suas equipes e os esquemas táticos estão na ponta da língua de seus jogadores. Garantia de um jogo cheio de marcação e com muitos contra ataques.

O Botafogo com seu esquema ofensivo deve começar pressionando mais o adversário. O camisa 10, Lúcio Flávio, acompanhado por Zé Carlos (11) , Alessandro (2), Túlio (5) e Diguinho (8) darão trabalho a defesa adversária. Com muita movimentação e velocidade apresentam, através das tabelas entre a ala e o meio, totais condições de ocupar os espaços existentes nas laterais defensivas do Flamengo. Na figura 1 temos o fluxo de passes entre estes jogadores em algumas partidas do carioca. Cada jogador recebe uma cor, aparecendo uma linha da mesma cor para quem ele passou a bola. Quanto mais grossa for a linha, mais passes ocorreram.


FIGURA 1: Fluxo de passes do Botafogo (dados ScoutOnline).

L.Flávio (10), Zé Carlos (11) , Alessandro (2), Túlio (5) e Diguinho (8)


Notamos claramente nas imagens que o camisa 10, Lucio Flávio, troca passes com a direita e a esquerda do Botafogo, fazendo tanto a inversão de bola como as tabelas pelas laterais que culminam em muitas bolas alçadas na área. Com dois bons batedores de falta (Zé Carlos e L.Flávio), as bolas enfiadas no meio da zaga adversária para 9-W.Paulista não são raras, pois o atacante aparecendo como pivô na frente da área, recebe muitas faltas.

A defesa do Flamengo é boa e possui jogadores com experiência. Mas como vemos na figura 2, os laterais do flamengo jogam bem avançados desguarnecendo as laterais defensivas rubro-negra. Ronaldo Angelin (4), pelo setor esquerdo gosta de atuar próximo ao meio campo dando auxílio às jogadas do Juan(6). Com isso, e as ótimas atuações do lateral direito Léo Moura (2) trabalhando em diagonal pelo seu setor, o Flamengo se mostra muito ofensivo pelas laterais mas deixa sua defesa desprotegida nos flancos.


FIGURA 2: Área de atuação dos jogadores do Flamengo Juan(6), L.Moura(2) e R.Angelin(4)


Percebemos que ambas as laterais defensivas aparecem quase sem ações destes jogadores. Com isso, os volantes se sobrecarregam, pois além de marcar o meio e apoiar o ataque, cobrem as laterais.

Se o Botafogo conseguir acelerar o passe, pode chegar ao gol com as jogadas iniciadas nas laterais que possibilitem as tabelas pelo meio com os jogadores W.Paulista e L.Flávio. Assim o alvinegro poderá infiltrar na área adversária pelas laterais, conseguindo cruzamentos curtos ou passes para trás para a finalização de fora da área. A seguir, quadro de finalizações do Botafogo contra o Madureira.


Figura 3 : Finalizações


Mas isso é claro se Alessandro (2), Zé Carlos (11) e L.Flávio (10) fizerem boas atuações. Caso contrário, o Botafogo dependerá das bolas alçadas na área, dificultando seu trabalho, pois a zaga flamenguista é alta e intercepta muitas bolas próximas ao gol.

As alas flamenguistas podem desguarnecer a defesa por atuarem muito avançadas, mas dão muita mobilidade ao ataque. A distribuição de bolas no ataque depende, como vemos na figura 4, de seus laterais. As linhas de passes que possibilitam jogadas de perigo no ataque rubro negro passam pelos pés de um destes jogadores ou do meia Ibson (7).


FIGURA 4: Fluxo de passes do Flamengo

3-R.Angelin,7-Ibson, 2-L.Moura, 6-Juan, 9-Souza e 8-Jaílton


Notamos que o Ibson (7), importante jogador de armação no Flamengo, faz tabelas com as duas laterais dando muita movimentação ao ataque flamenguista. Atuar pelas laterais ajudará o Mengão a infiltrar na área adversária, visto que o botafogo ocupa muito bem o setor central do campo, dificultando muito as ações do adversário pela frente da área.

A movimentação do Souza (9) permite com que ele sempre apareça como opção para as tabelas realizadas nas laterais. Isso pode confundir a marcação do Botafogo, visto a atividade ofensiva de suas laterais e a proximidade do meio campo dos seus zagueiros. Com isso os flancos defensivos do alvinegro e a região da área apresentam bastante espaço para os adversários.

Assim sendo, com o meio do campo congestionado e as laterais de ambos os times com alto potencial ofensivo e baixo defensivo, teremos um jogo que tenderá a ser aberto. Como os laterais do flamengo são tecnicamente superiores aos do Botafogo, imagino que ficará para a Taça Rio a viravolta botafoguense. Sem Triguinho, expulso no jogo contra o Fluminense, o Botafogo terá menor poder ofensivo pela lateral esquerda com o Zé Carlos, companheiro de tabelas.

Figura 5: COBRANÇAS DE FALTAS DO BOTAFOGO


O Flamengo deve vencer o jogo por 2 a 1. Os gols serão de Souza, após tabela pela lateral direita entre os jogadores L.Moura e Ibson e Kleberson, de rebote. Pelo lado do Botafogo, o gol será do L.Flávio em cobrança de falta, cometida próximo a área no W.Paulista.

Nos veremos novamente na análise posterior ao jogo, um ótimo espetáculo a todos e até lá.


Nos links abaixo você encontra os relatórios completos que foram base para esta análise*.


*Dados e informações ScoutOnline

Botafogo x Flamengo: O que vai acontecer no jogo?

Não somos videntes, pai-de-santo, não jogamos búzio nem tarô. Nada contra qualquer profissão, é só uma questão de ponto de vista. Somos aficionados por estudar futebol e estudar as possibilidades e tendências, baseados em dados e informações.

Botafogo e Flamengo chegaram à final da taça Guanabara com mérito. Foram muito superiores aos demais concorrentes – até agora nenhuma novidade. Mas o que garantiu essa superioridade? O que podemos utilizar (dados e informações!) para imaginar o que acontecerá neste domingo?


EM BREVE: Análise pré-jogo comentada e relatório de scout completo!


.

Scout? O que é isso?

Scout? O que isso?

Para alguns, pode parecer óbvio. Porém, tem muita gente que nunca ouviu falar de scout. Eu arrisco dizer que até mesmo algumas pessoas que trabalham com esporte e, teoricamente, teriam a obrigação de saber o que é isso, não sabem. Para aqueles que já sabem, a seguir seguem apenas algumas curiosidades. Para os que não sabem, uma introdução. Para ambos: vale a pena.

O que é o scout? É uma ferramenta de registro das informações e análise do jogo. E pode-se registrar tudo o que for de interesse. No futebol, é comum registrar os passes, desarmes, finalizações e outras ações técnicas, por exemplo. Um detalhe importante: porque registrar apenas o número de passes certos e errados? Não seria importante considerar o local onde este foi realizado, a direção ou até mesmo a distância percorrida pela bola?

Desenvolver uma forma de fazer o scout de um jogo é uma tarefa mais complicada do que parece. Deve-se considerar, por exemplo, quais informações são realmente relevantes e como o scoutista (também pode ser mais de um) vai fazer o seu trabalho. Um excesso de informações coletadas por um mesmo observador pode complicar a coleta de dados e até mesmo comprometer as informações finais.

E agora? eu já desenvolvi uma maneira de fazer scout e decidi quais informações quero coletar... O que eu faço? Basta olhar os números em uma tabela, como são as famosas "estatísticas" do jogo de futebol? Sem dúvida não. Mas a resposta correta é bastante subjetiva. Cabe ao especialista do esporte organizar essas informações de maneira com que tudo faça mais sentido, através de gráficos, cores, etc. Nesta etapa entram até mesmo algoritmos matemáticos, visando transformar os dados em informações úteis para o técnico, imprensa, etc.

Ainda tem dúvidas? Acompanhe as análises de jogos e os relatórios de scout dos próximos dias e entenda um pouco melhor! Se desejar, acesse o site Pedagogia do Futsal, desenvolvido por Wilton Santana, e veja um exemplo de scout por anotação manual.

Matérias, Colunas e Teses Interessantes sobre futebol

22 de fev de 2008

É sempre bom estar atualizado e a internet está cheia de matérias, colunas e artigos. Existem diferentes opiniões e, mesmo que não concorde com todas, a leitura é sempre bem vinda. Clique nos links e navegue nos outros sites. Quem tiver vontade, deixe seu comentário sobre os artigos!

Kia e a MSI voltam a atrapalhar a vida do Timão!!! (Chico Lang)

Uma Questão de Matemática (Rodrigo Azevedo Leitão)

O Serviço de “Inteli-tátic-gência” atuando no futebol (Rodrigo Azevedo Leitão)

Equilíbrio defensivo e amplitude defensiva: de que mal sofre a seleção? (Rodrigo Azevedo Leitão)

Dez Grandes Laterais (Humberto Peron)

Libertadores à Bolognesi (Eduardo Vieira da Costa)

Rastreamento Automático de Trajetórias de Jogadores de Futebol por Videogrametria (Milton Misuta - Tese de Mestrado UNICAMP)

Efeito Ergogênico do Caldo de Cana (Mirtes Stancanelli - Tese de Mestrado - UNICAMP)

Campeonato Paulista - Próximos Jogos - Rodada 11


Data

Resultado

Local
23/02/2008 16:00 (sáb) Bragantino X Rio Claro Marcelo Stefani
23/02/2008 18:10 (sáb) São Caetano X Barueri Ulrico Mursa
23/02/2008 20:30 (sáb) Palmeiras X Rio Preto Palestra Itália
24/02/2008 11:00 (dom) Juventus X Guaratinguetá Rua Javari
24/02/2008 16:00 (dom) São Paulo X Noroeste Morumbi
24/02/2008 16:00 (dom) Ponte Preta X Corinthians Moisés Lucarelli
24/02/2008 18:10 (dom) Marília X Mirassol Bento de Abreu
24/02/2008 18:10 (dom) Portuguesa X Guarani Martins Pereira
24/02/2008 18:10 (dom) Santos X Ituano Vila Belmiro
26/02/2008 19:30 (ter) Paulista X Sertãozinho Jaime Cintra

Chegou o Clube do Futebol!

Olá amigos! Estamos lançando o blog do Clube do Futebol para todos os fanáticos, curiosos, experts do futebol e aqueles que adoram uma discussão em cima de um jogo.

Quando o árbitro apita o final da partida, começa o jogo da informação. O primeiro comentário é feito pelo torcedor fanático que está no estádio e por todos que apaixonadamente assistiram ao espetáculo. Ao mesmo tempo, milhões de torcedores pelos gramados afora desenvolvem suas opiniões críticas ferrenhas sobre a partida. O fenômeno se estende até os programas de televisão, rádio, jornais e internet com argumentações mais aprofundadas dos comentaristas esportivos. Todos se sentem na obrigação de acrescentar uma novidade à conversa visando definir com mais exatidão quais foram as razões que impulsionaram o resultado desta manifestação tão complexa quanto o futebol. Quem nunca perguntou após uma partida: Por que ganhamos? Por que perdemos? O técnico fez tudo certo?

O Clube do Futebol chegou para incentivar ainda mais tais discussões e embasamento de todos nós – “técnicos” de futebol. Para apimentar essas discussões, traremos informações reais da partida, obtidas através de scouts e análises técnicas e táticas de vários jogos. O Clube utiliza as informações da ScoutOnline, empresa especializada no assunto.

Para quem ainda acha que futebol é uma caixinha de surpresa, loteria... Será que não tem nada de exato no futebol? As ações do jogo podem dizer alguma coisa concreta? Muito provavelmente sim, desde que sejamos capazes de entender essa língua!

Independente das suas crenças e da sua maneira de enxergar o futebol... Seja bem vindo ao clube!

Vem aí o Jogo de Estréia: Final da Taça Guanabara - Botafogo x Flamengo


Data/Horário
Resultados
Local
24/02/2008 (dom) 16h
Botafogo
x
Flamengo Maracanã

Arquivo de Jogos ao Vivo

10 de fev de 2008

Arquivo de Jogos ao Vivo

Perdeu a cobertura ao vivo do Clube do Futebol?
Você ainda pode ver os dados clicando no link do jogo desejado!

22/06/2008
- Espanha x Itália


21/06/2008
- Holanda x Rússia


20/06/2008
- Croácia x Turquia


19/06/2008
- Portugal x Alemanha

18
/06/2008
- Grécia x Espanha
- Brasil x Argentina

17/06/2008
- França x Itália

16/06/2008
- Austria x Alemanha

12/06/2008
- Croácia x Alemanha
- Áutria x Polônia

11/06/2008
- República Checa x Portugal
- Suiça x Turquia

10/06/2008
- Espanha x Rússia
- Grécia x Suécia

09/06/2008
- Holanda x França
- Itália x Romênia

07/06/2008
- São Paulo x Atlético Mineiro