Atlético é atropelado pelo Cruzeiro na final do Mineiro.

29 de abr de 2008

Atlético é atropelado pelo Cruzeiro na final do Mineiro.
A defesa do Atlético falhou e o ataque do Cruzeiro não perdoou. 5X0!



Clássico é clássico e normalmente saem poucos gols. Não foi o caso! O Cruzeiro marcou 5 e registrou na história a goleada no primeiro jogo da final do campeonato Mineiro contra o Atlético. O que aconteceu? A defesa do Atlético falhou muitas (muitas!) vezes e facilitou o trabalho dos adversários, até mesmo com um gol contra de Marcos (3). É claro que o Cruzeiro tem seus méritos, foi objetivo e eficiente. Não desperdiçou oportunidades e aproveitou os defeitos do adversário. Vamos às escalações:

Atético Mineiro

Cruzeiro

As principais chances do Atlético eram através de cruzamentos de Marques (10) pelo lado esquerdo, já que ele jogava próximo à linha de fundo. Raramente o lado direito era utilizado, já que dependia apenas das jogadas individuais de Márcio Araújo (8). Pelo lado do Cruzeiro, os gols saíram naturalmente. Os alas apoiaram bastante principalmente Charles (7), pela direita, encontrando muito espaço neste setor. Além disso, em diversas situações os atacantes do Cruzeiro ficaram no “mano-a-mano” com os zagueiros do Atlético, principalmente porque os laterais não fechavam atrás da zaga para fazer a sobra como é de costume no 4-4-2.

Posicionamento Efetivo – Atético Mineiro 1o Tempo

Os dois zagueiros do Atlético (Marcos e Leandro Almeida) eram auxiliados principalmente por Rafael Miranda (5), que fazia forte marcação no meio campo, e por Gerson (2), lateral direito que subia muito pouco. Xaves (11) também auxiliou a marcação, Marques (10) e Thiago Feltri (6) só jogavam com a bola nos pés. Isso deixou muito espaço para o setor direito do Cruzeiro atacar com liberdade.


Posicionamento Efetivo - Cruzeiro 1o Tempo

O Cruzeiro teve que preocupar-se apenas em marcar o setor direito, o que faciltou muito o trabalho defensivo. Nos cruzamentos do Atlético, a defesa estava sempre em superioridade numérica e, portanto, não correu tantos riscos.
O setor direito foi muito bem utilizado por Marcelo Moreno (9) e Charles (7), que tiveram muita liberdade e forçaram os zagueiros a sair na intermediária para dar combate.

O Primeiro tempo foi todo do Cruzeiro. A tentativa do Atlético em reagir no segundo tempo não deu certo pela insistência no lado esquerdo e em bolas cruzadas para Danilinho (7), que não é nem de longe especialista em bolas aéreas. Os atacantes se movimentavam pouco e praticamente não trocavam de lado, facilitando para a defesa. O Cruzeiro deixou que o atlético realizasse passes no meio campo e saiu rápido no contra-ataque para definir o jogo e, provavelmente, a decisão do título.



Finalizações Cruzeiro – Jogo Todo

Finalizações Certas, Erradas
e Interceptadas.

A principal arma do Cruzeiro foram os chutes de dentro da área. A velocidade do ataque e a constante troca de posição dos jogadores de frente deixaram a defesa do Atlético perdida e, consequentemente, muito espaço dentro da área para bolas enfiadas. O resultado foi uma vantagem que deixou os adversários quase sem chances de reação no segundo jogo.

E agora? Não tem zebra. Não tem virada. É Cruzeiro de novo no segundo jogo. Talvez não com uma goleada, mas com pelo menos uma vitória simples, utilizando os contra-ataques velozes para liquidar de vez o Atlético Mineiro.


Clique no link abaixo para baixar o relatório de scout completo!

Atlético Mineiro 0 x 5 Cruzeiro

Dados Fornecidos Pela ScoutOnline

Pouco Futebol para uma final: Ponte Preta 0 x 1 Palmeiras

28 de abr de 2008

Pouco Futebol para uma final: Ponte Preta 0 x 1 Palmeiras.
Palmeiras marcou gol no início e Ponte Preta não conseguiu reagir.

Ponte Preta e Palmeiras se enfrentaram pelo primeiro jogo da decisão do Campeonato Paulista no Moisés Lucarelli, em Campinas. Logo no primeiro tempo Kléber encontrou um gol para o Palmeiras depois de cobrança de escanteio de Leandro. A Ponte Preta estava sem alguns jogadores importantes, principalmente no meio campo, e não teve forças para reagir. Vamos as escalações das duas equipes:

Ponte Preta

Palmeiras

O técnico da Ponte Preta Sérgio Guedes utilizou na mesma equipe Luis Ricardo (9), Wanderley (10) e Danilo Neco (1), tres atacantes de origem. Porém, a idéia não era simplesmente para ter um time ofensivo, mas sim por falta de opção para o meio campo. No primeiro tempo, Wanderley fez a função do meia Renato, suspenso. Pelo lado do Palmeiras nenhuma surpresa na escalação. Wendel (13) substituiu Léo Lima, também suspenso. Denílson (19) e Lenny (23) entraram no segundo tempo para aproveitar os contra-ataques pelas laterais do campo, já que o Palmeiras recuou e a criação de jogadas passou a ser feita da defesa diretamente ao ataque, com lançamentos longos e sem passes curtos no meio campo. Makelele (8) entrou para fechar a lateral direita enquanto o Palmeiras fazia uma linha de 4 com seus zagueiros (Gustavo e Henrique) e laterais (Leandro e Elder Granja).

Posicionamento Efetivo - Ponte Preta 1o Tempo

.

Raulen (2), lateral direito da Ponte Preta no primeiro, jogou mal e fora de sua posição. Caiu muito para o meio, setor que também estava com problemas, e a direita não foi utilizada. Vicente (6) foi quem tentou abrir o jogo e usar a lateral esquerda e conseguiu realizar 14 cruzamentos ao longo do jogo. Porém, apenas 1 chegou na cabeça de seus companheiros. O restante da equipe insistia muito pelo meio.

Posicionamento Efetivo - Palmeiras 1o Tempo

.

O Palmeiras optou por usar muito os laterais no primeiro tempo e atacavam com 7 ou 8 jogadores (Pierre subia apenas como elemento surpresa). Valdívia e Diego Souza trocaram muito de lado e confundiram a defesa da Ponte Preta, que exercia marcação individual.

.

Na segunda etapa a ponte continuou subindo com muitos jogadores mas mais uma vez com insistëncia pelo meio. Giuliano substituiu Raulen para dar mais movimentação pela direita mas a Ponte Preta continuou sem trocar passes próximos à linha lateral no setor direito. Luxemburgo tentou aproveitar os contra-ataque pelas alas com Denílson e Lenny para definir o jogo mas o gol não saiu.


Posicionamento Efetivo Sobreposto – 2o Tempo

Vamos aos números do jogo todo:


O Palmeiras passou apenas 158 vezes certas e 28 erradas permitiu que a Ponte Preta jogasse com a bola e fosse superior no total de passes efetuados. Foi um jogo de muitas faltas e escanteios e o Palmeiras mostrou que treinou muito seu sistema defensivo em jogadas de bola parada. Os números mostram um jogo muito equilibrado!

Passes em Função do Tempo

.

O jogo foi bastante equilibrado e as duas equipes tiveram momentos de altos e baixos em relação ao volume de jogo ofensivo. Além disso, o gráfico ao lado mostra que nos 20 minutos finais a Ponte Preta passou a ditar o ritmo de jogo, pois o Palmeiras estava muito recuado. Apesar de ter uma defesa muito consistente, a equipe de Luxemburgo correu riscos com tal atitude.

E agora? O Palmeiras tem grande vantagem para o jogo de volta, no Palestra Itália, podendo até perder por um gol de diferença. Por outro lado, vários jogadores retornarão ao elenco da Ponte Preta, como Renato, Eduardo Arroz, César e possivelmente Elias. Apesar do favortismo do Palmeiras, a vitória não deve vir fácil. A Ponte Preta não está morta na disputa pelo nunca antes conquistado título de campeão paulista! Uma das provas de quem a Ponte Preta ainda tem chances é que apesar de ter perdido o jogo, a equipe conseguiu finalizar muitas vezes, principalmente de cabeça. A figura abaixo mostra que ambas as equipes finalizaram de dentro da área, mas a Ponte Preta errou quase todas enquanto o Palmeiras deu muito trabalho para o goleiro Aranha.

Finalizações Ponte Preta

Finalizações Palmeiras

Um Palpite? Palmeiras 1x2 Ponte Preta, garantindo o título ao Palmeiras mas com um belo sufoco ao final da partida! A Ponte Preta marcará o segundo no final e ainda tentará alguns lançamentos e cruzamentos para a área. Nos encontramos denovo na análise pós-jogo!

Clique no link abaixo para baixar o relatório de scout completo!

Ponte Preta 0 x 1 Palmeiras

Dados Fornecidos Pela ScoutOnline

Roupa nova no Clube do Futebol

Roupa nova no Clube do Futebol

O clube está de roupa nova para se tornar cada vez mais um espaço de discussão e informações diferenciadas sobre futebol. Muitas novidades virão para as próximas análises e o também para o Campenato Brasileiro, que já vem ai.

Deixe suas sugestões! Que tipo de análise você gostaria de ver?
Críticas também são sempre bem vindas!
Seja um "associado" do clube e participe das dicussões, deixe seu ponto de vista sobre as análises e dados disponiveis.

Obrigado pelas visitas e volte sempre!

Com má atuação de Cristiano Ronaldo, Manchester garante o empate.

26 de abr de 2008

Com má atuação de Cristiano Ronaldo, Manchester garante o empate.
Mesmo com pênalti perdido, Manchester leva a decisão para sua casa.


Foi uma partida com um time só no ataque. O Barcelona, como de costume, manteve mais a posse de bola e tentou através dos passes chegar ao gol do Manchester. Foram 599 passes certos do Barcelona contra 156 do Manchester. As finalizações também apontam para um Manchester extremamente defensivo neste jogo: foram 21 tentativas do Barcelona contra apenas 7 do Manchester. Os passes do Barcelona se concentraram no meio campo, foram 326 no total, tava difícil chegar ao gol. Pelo placar e estas informações percebemos que a defesa do Manchester funcionou bem.

Posicionamento Efetivo da Equipe do BARCELONA

O Barcelona bem que tentou pela direita com Zambrota (11), Messi (19) e Deco (20) mas pararam muitas vezes na estratégica marcação do Manchester. Outro número que aponta para a dificuldade encontrada pelo Barcelona em criar jogadas no seu setor mais forte do campo (a direita ofensiva) é a quantidade de passes errados do Barcelona e as ações defensivas do Manchester pelo setor. Dos 29 passes errados do Barcelona, 19 foram no quadrante ofensivo direito. As ações defensivas do Manchester neste mesmo quadrante também são mais intensas. Das 71 interceptações realizadas pelo Manchester, 33 foram por ali. Ao todo o Manchester tentou 66 desarmes, 34 foram no referido setor. Foi um setor movimentado do campo! E por onde com tabelas rápidas o Barcelona criou mais chances.

Fluxo de passe do Barcelona até substituição do Messi (19).

Sem Ronaldinho Gaúcho (10), o Barcelona teve uma esquerda morna nesta partida. Notamos no fluxo de passes acima que a saída de bola espanhola buscava a direita. Pela esquerda Iniesta (8) e Xavi (6) atuaram bem e fizeram Etho (9) receber a bola com auxílio de Deco (20), mas as finalizações eram desviadas no caminho ou paravam nas mãos de Van der Sar (1),


Posicionamento Efetivo da Equipe do MANCHESTER

Pelo lado do Manchester a proposta defensiva ficou evidente. O time entrou com Rooney (10) pela direita e Park (13) pela direita. Park, melhor marcador que Rooney, foi deslocado para esquerda visando auxiliar na marcação do forte setor direito do Barcelona. Tévez (32) recuado mais marcou que atacou. C.Ronaldo (7) ficou isolado na frente e por muitas vezes voltou ao sistema defensivo para ajudar a recuperar a bola.
Com Rooney perdido pela direita, Hargreaves (4) pouco subindo ao meio campo e muitos erros de passes na saída de bola, o Manchester não encaixou seu contra ataque. No início da partida o Manchester até que pressionou, mas teve um pênalti a seu favor cobrado para fora por Cristiano Ronaldo (7), principal jogador do time inglês. Daí para a frente foi só defesa e chutão. Foram 31 bolas quebradas para o Manchester.
É, o jogo não foi dos melhores. No início do segundo tempo o Barcelona voltou com força total sob a batuta de um Messi endiabrado. Mas não chegou ao gol e fez com que o Manchester levasse para seu estádio a decisão. Este jogo promete..... Nos vemos lá então!

Clique no Link abaixo para baixar os relatórios de scout completos.

Barcelona 0 x 0 Manchester

Dados Fornecidos pela ScoutOnline


Brasil Vence Com Facilidade e Garante Vaga na Olimpíada

25 de abr de 2008

Brasil Vence Com Facilidade e Garante Vaga na Olimpíada
Seleção Brasileira de Futebol Feminino goleia denovo!



A Seleção brasileira de futebol feminino entrou em campo neste final de semana para sua última tentativa de uma vaga nas Olimpíadas 2008. A seleção brasileira enfrentou a seleção de Gana e dominou o jogo conseguindo a vaga com facilidade. Com mais que o dobro de passes da adversária, as meninas do Brasil conseguiram envolver o time de Gana. Foram 316 passes certos do Brasil contra 141 de Gana.
Para acompanhar a habilidade das meninas do Brasil, o time de Gana teve de lançar mão das faltas. Mesmo escapando com habilidade, o Brasil sofreu 16 faltas ao longo do jogo. A seleção feminina aproveitou bem as bolas paradas: foram 6 cobranças de falta e 6 escanteios a favor das meninas do Brasil, ao todo, foram 28 as tentativas de cruzamento da seleção feminina, 10 deles foram corretos. Dos 5 gols, 3 foram de cabeça e um de falta. Vejamos as escalações e os posicionamentos efetivos:

Posicionamento Efetivo da Equipe do BRASIL

Quer saber o que significa Posicionamento Efetivo? Clique Aqui!

Com 3 zagueiras (3-Aline, 5-R.Costa e 4- Tânia) e uma volante (14-Estér) mais fixa na defesa, as laterais tiveram liberdade para apoiar o ataque. A meio-campista 8-Formiga marcou muito bem e foi a segunda da equipe do Brasil que mais interceptou bolas. Também foi ela quem mais passou bolas para as jogadoras de frente do Brasil: foram 5 passes para 11-Cristiane e para 7- D. Alves e 10 passes para 10-Marta.


A seleção de Gana jogou com praticamente três atacantes, pois a meia Amankwah (18) jogava bem aberta pela direita. O time buscou as jogadas mais pelo lado direito com Avoe (13) e Okoe (6) que buscavam sempre a atacante Ankomah (9), em uma dessas jogadas Amankwah(18) fez o gol de honra do time de Gana. No setor defensivo o time de Gana até que se esforçava mas não conseguia parar as jogadoras brasileiras, Ibrahim (2) conseguiu alguns desarmes importantes, mas geralmente o time apenas interceptava os chutes e cruzamentos da seleção brasileira.



Passes Certos em Função do Tempo


Acima vemos a facilidade das meninas do Brasil em chutar no gol de Gana. Ao lado, os passes certos de ambas as equipes ao longo da partida evidenciam a superioridade do futebol feminino do Brasil no jogo todo.

Para baixar o relatório de scout completo clique no link abaixo:

Brasil 5x1 Gana

Dados Fornecidos pela ScoutOnline

Típico Futebol Inglês: Liverpool 1 x 1 Chelsea

22 de abr de 2008

Típico Futebol Inglês: Liverpool 1 x 1 Chelsea


Liverpool e Chelsea se enfrentaram pela semi-final da UEFA Champions League nesta terça feira, mas a decisão da vaga ficou para o jogo de volta. Foi um típico jogo inglês, com muitos lançamentos longos e cruzamentos para a área. A equipe do Liverpool abriu o placar com Kuyt, que aproveitou vacilo da defesa e fuzilou o goleiro do Chelsea. O empate saiu no último lance da partida, quando Riise fez gol contra ao tentar cortar cruzamento vindo da esquerda.

Posicionamento Efetivo da Equipe do LIVERPOOL

Quer saber o que significa Posicionamento Efetivo? Clique Aqui!


Quando está sem a bola, a formação do Liverpool é o 4-5-1, com Kuyt (18) e Babel (19) ajudando muito na marcação. Porém, sem a bola os mesmos jogadores jogam bem abertos e viram atacantes, levando o esquema ao 4-3-3. O Liverpool abre muito seu jogo e ocupa o campo de maneira impressionante, tanto em amplitude quanto em profundidade. O mais importante homem de ligação do time é Gerrard (8), que atua principalmente pela meia esquerda e troca passes rápidos com outros jogadores neste setor. Mas nem sempre o time do Liverpool toca a bola de pé-em-pé: além dos zagueiros, Mascherano (20) e Xabi Alonso (14) sempre tentam lançamentos longos na diagonal procurando os meia-atacantes.

Posicionamento Efetivo da Equipe da CHELSEA

Quer saber o que significa Posicionamento Efetivo? Clique Aqui!

O Chelsea teve dificuldade para sair jogando, principalmente no primeiro tempo, quando sofria marcação no seu campo de defesa. A única opção foram os lançamentos longos, mas que não trouxeram resultado. No segundo tempo o Chelsea subiu a marcação, principalmente em cima dos dois zagueiros do Liverpool. A entrada de Kalou (21) reanimou a ofensividade da equipe pelo lado direito e o Chelsea manteve a bola no ataque. No final do jogo, quando a equipe parecia não ter mais forças, saiu o gol (contra) de empate.



Foi um jogo de muitos passes e lançamentos. O Liverpool dominou o primeiro tempo e o Chelsea conquistou um empate gol com "gosto" de vitória. Ambas as equipes precisam pensar em finalizar mais ao gol se querem conquistar a vaga para a final.

Passes Certos em Função do Tempo



O gráfico ao lado mostra os passes das duas equipes em função do tempo. É possível perceber uma inversão no domínio do jogo: O liverpool dominou dos 15 aos 65 minutos mas a partir daí o Chelsea foi quem ditou o ritmo da partida, conseguindo empatar no final.

Para baixar o relatório de scout completo clique no link abaixo:

Liverpool 1 x 1 Chelsea

Dados Fornecidos pela ScoutOnline

A queda do Imperador. Palmeiras 2 x 0 São Paulo

A queda do Imperador. Palmeiras 2 x 0 São Paulo
Palmeiras confirma favoritismo e garante a vaga na final.


Apesar do tropeço no primeiro jogo, o Palmeiras conseguiu reverter a situação e conquistar a vaga no Palestra Itália, neste domingo. Léo Lima abriu o placar em chute com efeito e falha de Rogério Ceni e Valdívia matou o jogo em contra-ataque no segundo tempo. Pelo lado do São Paulo, as melhores chances foram os chutes de longa distância e os ataques pela esquerda que muitas vezes resultaram em cruzamentos, sem contar as jogadas de bola parada características da equipe. Vejamos as escalações:

Hernanes (15) e Fábio Santos (8) eram os responsáveis por marcar os meias do Palmeiras, enquanto Jorge Wágner (7), jogando no meio campo, era responsável pelas subidas do volante Léo Lima (27). As subidas de Martinezz (11) eram acompanhadas por Dagoberto (11), meia atacante do São Paulo. Os dois volantes do Palmeiras tinham muita liberdade e participavam na armação do jogo. Jorge Wágner e Júnior deixavam espaço quando o Palmeiras invertia a bola com velocidade e Léo Lima arriscou algumas vezes de fora da área e em uma delas pegou Rogério Ceni "distraído".

No segundo tempo o São Paulo foi obrigado a adotar uma postura mais ofensiva e Hernanes (15) saiu mais para o Jogo. Muricy optou por manter os 3 zagueiros mas substituiu os dois alas da equipe. Wanderley Luxemburgo respondeu pela Equipe do Palmeiras e trancou o meio com Wendel (13) no lugar de Martinez. Lenny (23) e Denílson (19) entraram para jogar abertos no ataque e utilizar o espaço deixado pela ausência dos laterais.

1o Tempo – Posicionamento Efetivo Sobreposto

2o Tempo – Posicionamento Efetivo Sobreposto

Quer saber o que significa Posicionamento Efetivo Sobreposto? Clique Aqui!

Na tabela abaixo podem ser visualizados os "números do jogo". Os cruzamentos do São Paulo são os que chamam mais atenção: apesar de terem conseguido jogar a bola na área diversas vezes (muitas delas a partir dos 16 escanteios conquistados), foram apenas 3 cabeceios (todos errados). Adriano (10) estava muito isolado na área e não conseguiu se livrar da forte marcação dos zagueiros do Palmeiras.

Martinez começou o jogo no lugar de Pierre, suspenso. Junto com Valdívia, o volante do Palmeiras foi o principal resposável pela maior utilização do setor esquerdo. Abaixo pode-se ver a região de onde foram realizados os passes da equipe e também as ações ofensivas de Valdívia e Martinez.

Passes Certos Palmeiras (jogo todo)

Fundamentos Ofensivos – Valdívia e Martinez (jogo todo)


Fluxo de Passes - Palmeiras 1o Tempo
(Principais Jogadores)


Ao lado podemos ver o fluxo de passes dos principais jogadores do Palmeiras no primeiro tempo. Fica evidente a importância de Martinez (11) na distribuição de bola para o ataque, trocando passes tanto com Leandro, Élder Granja e Léo Lima. Os passes eram realizados com velocidade no meio campo e confundiam bastante a defesa do São Paulo, deixando espaços para chutes de longe.

Quer saber o que significa fluxo de passes? Clique aqui!



O São Paulo usou mais o setor esquerdo e conseguiu uma série de cruzamentos, mas a grande maioria errados (26 errados e 3 certos). A figura ao lado mostra que o São Paulo vários cruzamentos da linha de fundo, mas vale a pena lembrar que a maioria foi a partir de escanteios conquistados. O Palmeiras marcou os escanteios por zona e não correu grandes perigos. Assim, a melhor arma do São Paulo foi por água abaixo!

Cruzamentos Errados - São Paulo
(jogo todo)


Foi merecido? Sem Dúvida. A equipe do Palmeiras jogou melhor nos dois jogos da semi-final e, mesmo perdendo o primeiro, garantiu o favoritismo e a vaga para a final. Wanderley Luxemburgo mostrou que além de ter um elenco melhor também sabe responder às alterações do adversário com maior eficiência no que diz respeito a tática e a estratégia.

E agora? Torcedores do São Paulo, Corinthians e até mesmo os santistas tornaram-se Ponte-Pretanos de carteirinha! E na final do Paulista vai ser Palmeiras contra todos!

Clique no link para baixar o relatório de scout completo:
Palmeiras 2 x 0 São Paulo


Dados Fornecidos Pela ScoutOnline


Quem não faz, toma! Guaratinguetá 1 x 2 Ponte Preta

21 de abr de 2008

Quem não faz, toma! Guaratinguetá 1 x 2 Ponte Preta
Ponte Preta vence o Guaratinguetá no jogo de volta e vai para a Final do Paulistão 2008.


A Ponte Preta precisava apenas de um empate para garantir a vaga na final, mas conseguiu além da vaga: uma vitória no jogo contra o Guaratinguetá na casa do adversário.
O Guaratinguetá após ter perdido o jogo de ida, entrou em campo com um pensamento: GANHAR! E a escalação feita por Guilherme Macúglia não deixa dúvidas da intenção do time para esta partida.


A Ponte Preta jogou com um sistema tático defensivo, visto que já começou o jogo em “vantagem no placar” e segurar o resultado inicial da partida lhe garantiria a vaga na decisão. Sérgio Guedes escalou 3 zagueiros, 2 laterais, 2 volantes, 1 meia e 2 atacantes, sendo que no início do primeiro tempo, o lateral esquerdo Vicente (6) subiu muito pouco e os volantes estavam somente preocupados em fazer a marcação na intermediária defensiva.
O Guaratinguetá entrou em campo com um posicionamento bastante ousado mesmo com 3 zagueiros. Jogou com 1 volante e 2 alas, 2 meias bastante ofensivos e 2 atacantes.
O Guaratinguetá saiu para o jogo desde o início e logo aos 25 minutos abriu o placar com Nenê (8), resultado que levaria o time para a final, porém a alegria durou apenas dois minutos, pois a Ponte Preta empatou logo aos 27 minutos com uma cabeçada espetacular de Luis Ricardo (9), após cobrança de escanteio.


1o Tempo – Posicionamento Efetivo Sobreposto

2o Tempo – Posicionamento Efetivo Sobreposto

Quer saber o que significa Posicionamento Efetivo Sobreposto? Clique Aqui!

O segundo tempo estava com cara de goleada do Guaratinguetá, com o time quase inteiro no ataque, as jogadas vinham pelas laterais e cruzavam a área de Aranha (1) constantemente, levando muito perigo ao gol da Ponte Preta.
Na tabela abaixo temos o resumo do jogo. Pode-se perceber a superioridade do Guaratinguetá durante todo o jogo, em todos os fundamentos favoráveis o time da casa foi melhor, tanto em passes e chutes certos quanto em escanteios conquistados.

O goleiro Aranha (1) da Ponte Preta, com certeza foi o nome do jogo, além de ter defendido um pênalti cometido por César (3), realizou defesas inacreditáveis e também protegeu muito bem a pequena área em bolas cruzadas. O Guaratinguetá teve pelo menos cinco chances claras de gol e quando o atacante não cabeceou ou chutou para fora, Aranha (1) defendeu.


Área de atuação dos alas do Guaratinguetá



O Guaratinguetá utilizou muito bem as jogadas pelas alas para chegar próximo à área adversária.

A bola foi muito bem trabalhada no meio campo com auxílio de Alê (7) e Jefferson (6). Foram 56 cruzamentos ao todo, sendo 14 certos e quando o destino da bola foi a cabeça de Dinei (9), os torcedores da Ponte Preta tremeram.

Quer saber o que significa área de atuação? Clique aqui!



Apesar da pressão do Guaratinguetá, a Ponte Preta se fechou razoavelmente bem, principalmente no segundo tempo após a expulsão de Eduardo Arroz (2). Raulen (13) entrou no lugar de Danilo Neco (11) e realizou desarmes muito importantes, sem falta e mantendo a posse de bola.

Ações defensivas da Ponte no segundo tempo

É como diz o ditado: Quem não faz, toma. Em um segundo tempo de domínio claro do Guaratinguetá, com chutes e cabeceios que poderiam finalizar em gol, a Ponte Preta conseguiu o gol da virada.

Após uma falha da zaga do Guaratinguetá, Luís Ricardo (9) passa para Wanderley (18) que havia acabado de entrar no lugar de Renato (10) e o atacante em sua primeira jogada na partida, marca o segundo gol da Ponte. Um banho de água fria no ímpeto do time de Guaratinguetá.
Para a final do Paulista, teremos então: Ponte Preta x Palmeiras, com a possibilidade do primeiro jogo ser em Campinas, no Majestoso e o segundo em São Paulo, no Palestra Itália.

Será que após 108 anos, a Ponte Preta conquistará seu primeiro título da primeira divisão?

Sérgio Guedes terá uma tarefa muito difícil para este primeiro jogo, sendo que Renato (10) e César estão suspensos por 3 cartões amarelos, Eduardo Arroz foi expulso e Elias está com uma fratura na costela.
Teremos um jogo e tanto e nós estaremos aqui para dar todos os melhores detalhes da Final do Paulistão 2008.

Clique no Link abaixo para baixar o relatório de scout completo:

(Em breve)

Dados Fornecidos Pela ScoutOnline